Inspiração

Mulheres à frente do seu tempo

Olá, hoje a convite da Luso Helvética e no contexto da campanha da Elizabeth Arden #MARCHON, venho falar-vos de mulheres inspiradoras. Mulheres à frente do seu tempo. Mulheres que marcaram a marcaram a história. Estas lutaram e foram ouvidas pela sociedade e jamais serão esquecidas. Falo-vos de Elizabeth Arden e Frida Kahlo.

Elisabeth Arden foi uma mulher muito determinada que, contra todas as probabilidades, soube vingar no mundo dos negócios, onde as mulheres não tinham ainda um papel preponderante. Esta soube criar de raiz um império de cosmética, numa época em que esta não era usada pelas “mulheres de bem”.

Em 1912, Elizabeth Arden distribuiu mesmo um batom vermelho a todas as Suffragettes, mulheres que enfrentaram os seus limites na luta por igualdade e pelo direito de voto e que marchavam na Quinta Avenida. O batom vermelho é um símbolo poderoso de emancipação das mulheres.

Elizabeth Arden chegou, viu e venceu. Esta  famosa expressão adequa-se-lhe na perfeição. É sem duvida uma mulher muito marcante cujo a história não me canso de pesquisar.

Já o legado da pintora mexicana, Frida Kahlo, é reconhecido nos quatro cantos do mundo… Esta passou a ser uma figura pop e seu rosto surge estampado exaustivamente em roupas, acessórios, objectos de decoração e todo o tipo de produtos.

O que mais me marcou em Magdalena Carmen Frida Kahlo Calderón foi a sua fragilidade física e ao mesmo tempo a sua enorme força de vontade…

Aos 6 anos, contraiu paralisia infantil que deixou uma lesão no seu pé direito. Também passou a ter uma perna mais fina do que a outra. Mas, foi um brutal acidente de autocarro que a debilitou de vez…. ou quase…

Foram necessárias 35 cirurgias para que ela recuperasse um pouco mas, ainda assim, o acidente deixou-lhe sequelas até na coluna vertebral. Na verdade ela nunca ficou minimamente bem e sofreu muito durante toda a vida.

Todavia Frida, apesar de todas estas “contrariedades, nunca deixou de viver intensamente. Ainda assim viveu momentos de muita angustia e até alturas em que parecia ter desistido de tudo… Por vezes, em alturas em que me sinto mais frágil penso nela e confesso que sinto algum alento, alguma força…Ela será sempre um símbolo de coragem feminino, um símbolo de que fará sentido ir mais além…

Frida chegou mesmo a dar aulas de arte, ainda que tivesse já de usar uma cadeira de rodas.

Frida conseguiu retratar a dor de maneira colorida, ainda que visceral e totalmente impactante…

É impossível ficar-se indiferente a uma mulher como Frida.

Esta transformou a sua vivência em arte, falou de amor, de sofrimento e da condição feminina de maneira única e intemporal.

Frida Kahlo foi uma mulher à frente do seu tempo. Ela viu beleza no meio da tragédia. Ela transformou as suas limitações em arte.

Em 2012, a Vogue México deixou de lado as suas modelos no mês de Novembro sendo Frida a escolhida para a sua capa.

Apesar da sua breve trajectória Frida viverá eternamente nas suas obras de arte!!!”

Precisamos de mais Fridas e Elizabeths no mundo! Não concordam?!

 

#TogetherWeMarchOn

Share:

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Solve : *
28 ⁄ 4 =


Secured By miniOrange